ARMÁRIO DE VERÃO SIMPLIFICADO

Quando, aqui, listei 5 dicas para arrumar um armário, não me esqueci de vos falar da importância da mudança de roupa com a troca de estações. Podemos até ter um armário com imenso espaço (e por isso não existir a necessidade de ter roupa da outra estação guardada em caixas), mas a verdade é que as mudanças meteorológicas são uma óptima oportunidade para reavaliarmos o nosso armário. A pensar nisso, e inspirada nestes últimos dias de calor, lembrei-me de reunir algumas dicas para conseguirmos chegar a um armário de Verão simplificado. 

1 – Avaliar a roupa e praticar o desapego

Não há volta a dar…antes de tudo, é preciso avaliar toda a roupa e praticar o desapego. É importante deixar ir embora a roupa que usamos muito no inverno e que, por isso, já não está em condições. É necessário perceber o que já não gostamos ou simplesmente já não usamos e encontrar um novo rumo para essas peças, podemos tentar vendê-las ou podemos simplesmente doá-las (no fundo criar as caixas de reorganização que vos falei aqui). A fase do desapego é particularmente exigente para a maioria das pessoas mas, na minha opinião, é um passo fundamental e crucial para chegarmos a uma versão simplificada do nosso armário.  

2 – Categorizar a roupa por estação

Depois da fase da triagem e consequente desapego, é altura de categorizar a roupa nas duas grandes categorias: roupa para estações quentes e roupa para estações frias. Aqui o meu conselho é que escolham um lugar onde possam ter uma visão global de toda a roupa e, caso alguma peça seja mais difícil de separar segundo estas duas categorias, a coloquem-a no grupo de roupas para estação quente (neste caso). Há sempre dias mais cinzentos ou noites mais frias e algumas peças mais quentes vão dar jeito, mesmo no Verão.

3 – Adequar o armário ao nosso dia-a-dia

É Verão, as temperaturas vão aumentar e para muitos as merecidas férias estão também a chegar. Mas vamos passar o Verão todo de férias? Vamos estar todos os dias na praia ou vamos fugir para locais onde as temperaturas são mais amenas? É importante pensarmos como vai ser o nosso dia-a-dia no Verão, para conseguirmos um estilo de roupa adequado e confortável. Para mim, como não tiro férias no Verão e trabalho sempre em locais com ar condicionado, as calças de ganga continuam a ser uma boa opção mesmo nos dias mais quentes. Por outro lado, para os dias em que tenho de enfrentar o calor da minha casa, tenho sempre os vestidos que são uma aposta constante no meu armário de Verão.

4 – Organizar a roupa por categorias

Depois de alinharmos a nossa roupa com a nossa vida no Verão, passamos à fase de organizar a roupa por categorias mais específicas. A roupa com a qual vamos para o trabalho, não é seguramente aquela que levamos para os dias de praia. O mesmo acontece se pensarmos que a roupa que levamos de férias de viagem, não é a igual àquela que usamos por casa. Eu, por exemplo, dividi o meu armário de Verão em 4 grandes grupos: roupa para a semana (que associo a trabalho), roupa de fim-de-semana (que associo a passeios pela cidade), roupa para dias de muito calor (que associo à praia, piscina e esplanadas) e, finalmente, a roupa de casa (que associo a conforto e descontracção).

5 –  Fazer uma lista de compras consciente

É nesta altura que deixamos de ser bombardeados com imagens de casacões lindos e malhas quentinhas e passamos, através de outras imagens, a desejar sandálias e vestidos frescos. É natural que com a mudança de tempo e sobretudo com a mudança de coleção nas lojas, tenhamos a sensação que nos falta imensa coisa no armário e desatemos a correr para a loja mais próxima. E é justamente para contrariar estas compras por impulso, muitas vezes desnecessárias, que sugiro uma lista de compras. De facto, uma lista previamente estabelecida pode ser uma grande ajuda para comprarmos realmente as peças certas: roupa que gostamos, que nos faz falta e que não fica a ganhar pó no fundo do armário. 

Gostaste deste post? Guarda-o no pinterest. 

Deixa um comentário

Your email address will not be published.